Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Disparada das exportações gerais não aparece nas trocas com europeus

27/11/2017

O avanço das exportações brasileiras visto entre janeiro e outubro deste ano não apareceu nas trocas com as principais economias da Europa. É o que mostram os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

Durante os dez meses de 2017, as vendas para o exterior cresceram 19,9%, na comparação com igual período do ano passado, chegando a US$ 183,5 bilhões. Entretanto, os embarques para Países Baixos (-9%), Alemanha (1,1%), Bélgica (-1,4%), Reino Unido (-6,2%) e França (-3,8%) não acompanharam a tendência geral.

O recuo nas exportações de tubos de ferro (-12,9%) para Países Baixos, assim como a queda nas vendas de ouro (-14,1%) para o Reino Unido e de resíduos do óleo de soja para a França (-36,6%), aparece entre as causas do fraco desempenho das trocas com parte do continente europeu durante este ano.

De acordo com especialista consultado pelo DCI, vários fatores que favorecem as negociações com latino-americanos e asiáticos não são encontrados na Europa, conforme noticiado pela jornal DCI.



Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2018