Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Política de importação de leite e derivados será tema de audiência publica

03/11/2017

A política brasileira de importação de produtos lácteos será debatida em audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) na terça-feira (7). Três ministros foram convidados para o debate: Blairo Maggi, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Marcos Pereira, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e Aloysio Nunes Ferreira, das Relações Exteriores.

O pedido de realização da audiência é do presidente da comissão, senador Ivo Cassol (PP-RO). Segundo ele, em especial a importação de leite em pó tem prejudicado a pecuária leiteira brasileira. A audiência tem o objetivo de analisar uma possível revisão da política atual.

Em 2016, as importações de lácteos foram 78,8% maiores que em 2015, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. A importação de leite em pó teve o maior crescimento com um aumento de mais 100% em 2016 comparado ao ano anterior.

No mercado interno, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o ano de 2016 indicam uma queda na produção de leite, cerca de 918 milhões de litros a menos do que em 2015.

As importações no setor lácteo ganharam destaque em outubro deste ano quando o governo anunciou a suspensão temporária das licenças de importação de leite do Uruguai, um dos maiores fornecedores do Brasil. Segundo o ministro Blairo Maggi, a medida valerá até que seja comprovado que todo o volume exportado ao território brasileiro é realmente produzido naquele país



Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2018