Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Exportações aos árabes crescem 11%

28/06/2017

As exportações de produtos brasileiros aos países árabes cresceram 11,24% de janeiro a maio, comparado com os primeiros cinco meses de 2016. Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, as receitas com os embarques para a região totalizaram US$ 4,84 bilhões no período.

A Arábia Saudita foi o principal comprador da região, respondendo por US$ 1,19 bilhão do faturamento com as exportações, 15,5% a mais do que em janeiro a maio do ano passado. Na sequência aparecem Emirados Árabes Unidos, com US$ 850,4 milhões e crescimento de 11,2%, e Argélia, com US$ 524,23 milhões e alta de 26,9%.

Assim como as exportações, as importações dos países árabes cresceram de janeiro a maio. As compras brasileiras foram 23,7% superiores, somando US$ 2,79 bilhões. O saldo da balança comercial entre o Brasil e os países árabes ficou positivo em US$ 2,05 bilhões, uma queda de 2,2% com relação ao período de janeiro a maio de 2016. Já a corrente comercial, que chegou a US$ 7,63 bilhões, apresentou um crescimento de 15,5%, com as importações crescendo em ritmo superior às exportações. As informações foram divulgadas pela Agência Anba.

Fonte:Agência Anba - Anba


Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2017