Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Marcos Pereira e embaixador do Japão discutem aproximação comercial entre os países

09/03/2017

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, recebeu hoje visita do embaixador do Japão no Brasil, Satoru Satoh. Durante o encontro, o ministro expôs a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com o país. “Temos interesse em incentivar e apoiar todos os mecanismos de diálogo entre os dois países”, enfatizou Marcos Pereira. “Em relação ao comércio internacional, há uma orientação do presidente Temer para que nós possamos avançar”, disse.

O Japão é um dos principais parceiros estratégicos do Brasil, principalmente em temas relacionados à indústria e à inovação. Por isso, o Brasil lançou no dia 2 de fevereiro consulta pública ao setor privado sobre negociações comerciais com o país, com objetivo de aprofundar as negociações entre o Japão e o Mercosul. Com a consulta, que tem prazo de 60 dias, o MDIC pretende mapear interesses em novos acordos comerciais a serem negociados.

Segundo o embaixador, o Japão tem buscado estratégias para ampliar o conjunto de acordos bilaterais com diversos países. Em relação ao Brasil, Satoru Satoh destacou que o governo japonês acompanha de perto o avanço das relações comerciais estabelecidas pelo país, especialmente no âmbito do Mercosul.

Nesse sentido, Brasil e Japão terão em abril reunião intermediária dentro do mecanismo MDIC-METI (Ministério de Economia, Comércio e Indústria do Japão), que discute promoção de comércio, investimentos e cooperação industrial, em Brasília. Além disso, está prevista para ocorrer em agosto a XI Reunião do Comitê. Em outra frente de trabalho, japoneses e brasileiros discutem temas como tributação, infra-estrutura e competitividade na Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, da qual o MDIC faz parte como parceiro governamental.

Em 2016, a participação do Japão como destino das exportações brasileiras foi de 2,5%, posicionando-se em 6º no ranking de países. Já as importações brasileiras do Japão atingiram US$ 3,6 bilhões. O país foi o 8º fornecedor estrangeiro ao Brasil em 2016. Diante desses números, a balança comercial com o Japão resultou em superávit de US$ 1 bilhão.



Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2017