Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Com câmbio mais favorável e melhora econômica, importação deve avançar

17/01/2017

O valor gasto com importações diminuiu 19,8%, no ano passado, para US$ 137,552 bilhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Entretanto, especialistas em comércio exterior projetam uma retomada das compras nos próximos meses.

"Em 2017, devemos ter um aumento puxado por importações de bens intermediários, já que praticamente todas as atividades produtivas dependem de insumos importados", aponta André Mitidieri, economista da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex).

De acordo com ele, o tamanho desse crescimento vai depender da proporção da retomada na atividade econômica no País, que deve acontecer durante 2017.

Outro fator que deve favorecer as compras é a valorização do real na comparação com 2016. "Se [o câmbio] continuar no patamar atual, perto dos R$ 3,20, ele também deve incentivar as importações, especialmente de bens de consumo", comenta André. Em janeiro do ano passado, o dólar era negociado por mais de R$ 4,00.

Pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas (FGV), Lia Valls acredita em um leve crescimento nas compras do exterior, conforme noticiado pelo jornal DCI.

Fonte: DCI


Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2017