Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Monteiro: exportação é o caminho para a retomada do crescimento econômico

22/01/2016

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Armando Monteiro, participou na manhã desta sexta-feira do lançamento das ações do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) voltadas para o Agreste de Pernambuco, que irá capacitar 146 micro, pequenas e médias empresas de Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru e Toritama para exportar. O evento, realizado em Santa Cruz do Capibaribe, contou com a participação de empresários e políticos da região.

Para o ministro Armando Monteiro, o país precisa encontrar caminhos para amortecer os impactos da atual retração econômica, e o canal óbvio é a exportação. “Precisamos contratar demanda externa. Temos uma oportunidade rara, com o realinhamento do câmbio, o produto brasileiro está mais barato. Estamos fazendo um esforço mobilizador para engajar toda a comunidade empresarial neste processo. É preciso exportar”, afirmou Monteiro.

Em seu discurso, André Fávero, diretor da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), parceira do MDIC no projeto, ressaltou a liderança do ministro no processo de internacionalização das empresas brasileiras e a estratégia da agência para promoção comercial da região do Agreste. "Vamos dar um banho de loja nas empresas e as deixaremos na cara do gol. Vamos convertê-los em exportadores”, disse.

Para Oscar Rache, vice-presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco (FIEPE), o lançamento do PNCE é um momento histórico. “Esse momento de crise não é motivo para desânimo. Temos que ter esperança. Crise é oportunidade. E estamos diante de uma grande oportunidade. O mercado é enorme para ser conquistado, e temos potencial”.

A vice-reitora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Florisbela Campos, também parceira na iniciativa, acredita que “é importante trabalharmos para o desenvolvimento dessa região através das exportações”. Para o senador Douglas Cintra (PTB-PE), presente ao evento, o projeto vai garantir o maior desenvolvimento do polo de confecções da região. De acordo com o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), “o lançamento do PNCE em Santa Cruz demonstra o potencial do polo de confecções da cidade”.

O projeto
No âmbito do PNCE, o ministro Armando Monteiro anunciou o início do trabalho de capacitação de 146 micro, pequenas e médias empresas de Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru e Toritama que, ao final, estarão preparadas para exportar. O trabalho de preparação dessas empresas para o mercado internacional será feito por extensionistas do Projeto Extensão Industrial Exportadora (PEIEX), executado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), sob a coordenação da Apex-Brasil. O convênio entre o MDIC/Apex-Brasil e a UFPE foi assinado durante a cerimônia e terá vigência de 24 meses.

Na região do Agreste o foco principal será em empresas dos setores de têxteis e confecções. Empresas interessadas podem participar do evento desta sexta-feira, quando haverá, no período da tarde, atendimento específico sobre o programa. Nos demais dias, empresas da região do Agreste podem procurar o Núcleo Operacional do PEIEX que funcionará no campus da UFPE, em Caruaru. 



Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2017