Com a isenção total de tributos na importação de máquinas e equipamentos, os investimentos cresceriam significativamente a ponto de elevar o PIB?

 SIM
 NÃO

 
 

Brasil e Alemanha assinam acordos de cooperação em inovação

20/08/2015

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, recebeu hoje comitiva alemã liderada pelo vice-ministro Matthias Machnig, responsável pelos departamentos de política industrial, política econômica externa, inovação, informática, política de comunicação e política para pequenas e médias empresas.

Monteiro e Machnig assinaram acordos de cooperação nas áreas de inovação. O Brasil tem interesse em aprofundar o conhecimento quanto à visão alemã de quarta revolução industrial, ou seja, a integração de tecnologia da informação de ponta ao processo produtivo. Para isso, pretende trocar experiências em políticas públicas e apoiar parcerias entre empresas e institutos de pesquisa dos dois países.

Também foi assinada declaração de intenções em apoio à cooperação do INMETRO e os institutos de metrologia da Alemanha. Durante o encontro, foi lançado também o edital de primeira chamada no âmbito da Cooperação Bilateral em Pesquisa e Desenvolvimento Industrial Brasil – Alemanha para incentivar o desenvolvimento conjunto de projetos de P&D industrial.

Comércio
Para as exportações brasileiras, o mercado alemão é extremamente importante, posicionando-se como o maior importador de produtos brasileiros da indústria de transformação na região. A Alemanha é um dos 32 mercados prioritários do Plano Nacional de Exportações.

A Alemanha ocupou o 10º lugar no ranking do fluxo de entrada de investimentos em 2014. O estoque de investimento estrangeiro direto da Alemanha no Brasil é de US$ 18,2 bilhões, o maior na América Latina.



Voltar


BRASIL




GERAIS




adm  ABRACEX - Associação de Comércio Exterior do Brasil - Todos os direitos reservados - ©2017